DICAS

Afta: Entenda o que é

É comer um alimento ácido, morder sem querer a língua ou ficar com a imunidade baixa, pronto, a afta aparece. Ela é uma lesão esbranquiçada, avermelhada ou amarelada que se forma na língua, bochecha, céu da boca ou gengiva. Não importa o lugar, a estomatite aftosa, como também é chamada, é incômoda, ardida, dolorida e afeta atividades simples como, falar, comer e higienizar a boca.

Ela se forma da seguinte maneira: um pequeno machucado se forma no tecido epitelial (mucosa) da boca, seja por condições imunológicas, alimentícias ou traumáticas. Esse tecido reveste a cavidade oral e protege os receptores do tecido conjuntivo, uma vez que tal tecido fica exposto e sem proteção, surge a dor, ardência e incômodo.

Para curar a lesão o organismo tenta cicatrizar o machucado. Os linfócitos entram em ação e se aglomeram na região para recuperar a área lesionada. Ou seja, a afta é uma lesão benigna, não contagiosa e nada mais é do que uma resposta autoimune do organismo e dura em média de 07 a 10 dias. Mesmo assim, ela é uma das principais causas de desconforto e queixas relacionadas a problemas bucais.

Os motivos para a formação de uma afta são variados, como por exemplo:

Durante a recuperação é importante evitar certos tipos de alimentos, redobrar o cuidado com a saúde bucal e se distanciar de situações estressantes. É preciso atenção para o aspecto da lesão, pois a afta pode ser confundida com doenças como herpes, candidíase, câncer e leucoplasia.

De forma isolada a estomatite aftosa não causa grandes males à saúde, mas pode ser um sinal de uma doença sistêmica. Portanto, se a lesão demorar mais 3 semanas para cicatrizar, aparecer com muita freqüência, gerar outras infecções ou vir junto a outros sintomas como febre e perda de apetite, é preciso procurar um profissional da área para um diagnóstico mais preciso.

Mesmo que a lesão seja um caso isolado e benigno, é importante ressaltar que a aplicação de elementos como sal, água oxigenada ou bicarbonato de sódio podem agravar o quadro. O dentista pode avaliar o caso e sugerir um tratamento efetivo para aliviar a dor e o incômodo causados pela afta, dar orientações rotineiras e detectar pontos de atenção antes que eles virem uma lesão.

Outro motivo importante para visitar o dentista nessa ocasião é pelo fato de que a afta pode dificultar a higiene bucal ou atrair diversas bactérias para a boca, causando possíveis problemas como gengivite, halitose e cárie. Nesse sentido, o profissional pode fazer a higienização adequada da boca e tratar os problemas em questão.

Venha para a Catunda Odontologia, nossa equipe está te esperando para cuidar do seu sorriso como ele merece.